Instituto Nacional de EstatísticaCensos 2011
 
Censos-2011





e-Censos

A Inovação marcará os Censos 2011!

A Internet tem vindo a impor-se de forma crescente como um veículo privilegiado de comunicação entre os cidadãos, empresas e governo. Vários países têm vindo, nos últimos anos, a implementar a resposta pela Internet no âmbito dos censos.

Os EUA, Singapura, Suíça e Espanha, foram países pioneiros na ronda censitária de 2000/2001. O Canadá, a Nova Zelândia e a Austrália utilizaram a Internet para resposta aos Censos de 2006, tendo obtido taxas de resposta de, respetivamente, 22%, 9% e 7%. Estes países, avaliaram como positivo o e-Censos, uma vez que permitiu ir ao encontro das expectativas da população e contribuiu para transmitir uma imagem moderna e inovadora dos institutos de estatística.

O e-Censos foi encarado no âmbito de uma orientação estratégica de modernização dos dispositivos de recolha, a estender a outros inquéritos às famílias, e portanto assumidamente encarado como um custo de investimento que virá a dar os seus frutos.

Em Portugal, à semelhança do que se espera venha a acontecer com mais países, os Censos 2011 irão proporcionar a possibilidade de resposta pela Internet, num esforço evidente de inovação e alinhamento com as melhores práticas internacionais.

Vantagens e desafios esperados

As principais vantagens esperadas para o e-Censos 2011 são:

  • Facilitar a resposta aos Censos;
  • Transmitir uma imagem moderna da instituição e dos Censos 2011 e criar um clima positivo que favoreça a colaboração dos cidadãos; 
  • Melhorar a qualidade das respostas.

Os principais desafios esperados para o e-Censos 2011 colocam-se essencialmente a dois níveis:

  • Desenvolvimento e implementação das opções técnicas e tecnológicas, nomeadamente a gestão e integração das respostas pelas duas vias (papel e Internet) evitando as duplicações/omissões, a forma de credenciação/acesso ao site do e-Censos 2011 por parte dos cidadãos, as questões da confidencialidade e integridade dos dados e a criação de uma infraestrutura que suporte as exigências da aplicação de recolha pela Internet, garantindo níveis de utilização satisfatórios por parte da população, mesmo em períodos com elevado número de utilizadores em simultâneo.
  • Desenvolvimento de Programa de comunicação eficaz, que mobilize e entusiasme a população levando-a a aderir e a desejar recensear-se pela Internet.      

censos@ine.pt © 2009-2014, Instituto Nacional de Estatística

[D] Em conformidade com o nível 'A' das WCAG 1.0 do W3C