Instituto Nacional de Estatística Censos 2011
 
    

O país e a família através das crianças - ensaio exploratório
Ana Nunes de Almeida , Isabel Margarida André > Revista de Estudos Demográficos - 1.º Semestre de 2004 > INE, 2004, p. 5 - 35

Análise Quadros e tabelas Gráficos e Diagramas Mapas temáticos
Resumo

Nos anos 90, os estudos sociológicos sobre as crianças conhecem um boom considerável em toda a Europa, arranque que se pressente então também em Portugal. O acesso à visibilidade estatística desta franja de população é uma condição básica para o reforço e consistência das perspectivas teóricas e metodológicas inovadoras sobre a infância. O que assim vos propomos, neste artigo, é um ensaio exploratório sobre os dados do Censo 2001 em que se tomam as crianças, e não os adultos, como o centro de gravidade da análise. Esboçamos primeiro um tempo, retratamos a família das crianças a partir de alguns ângulos: distribuição por tipos de família e dimensão da fratria, estado civil e nível de instrução do pai e da mãe, condição perante o trabalho e número de horas de trabalho da mãe. O terceiro ponto privilegia a sua relação com a escola, tema que, tendo em conta o grupo etário em questão (0-14 anos) é selectivamente abordado de dois pontos de vista: a frequência do ensino pré-escolar (entre os 3 e 5 anos), o insucesso e o abandono aos 14 anos.


palavras-chave: crianças, família, escola


Texto integral do Estudo
Download do documento PDF (1148 Kb)







censos@ine.pt © 2009-2014, Instituto Nacional de Estatística

[ D] Em conformidade com o nível 'A' das WCAG 1.0 do W3C