Instituto Nacional de EstatísticaCensos 2011
 
Censos-2011





Controlo e avaliação da qualidade
Parcerias de colaboração

O reforço da qualidade da informação estatística, objetivo prioritário do INE, exige grande rigor tanto quanto à transparência dos processos diretamente ligados à produção das estatísticas, como quanto à independência das avaliações e auditorias de qualidade a que essa produção deve ser submetida.

Nesse sentido, o INE convidou nove Universidades públicas com Mestrados e Doutoramentos nas áreas de Estatística, Gestão de Informação e Análise de Dados a apresentarem propostas para a prestação de serviços de consultadoria para apoio à concepção do Controlo de Processos, inserido no Programa de Controlo e Avaliação da Qualidade dos Censos 2011.

No âmbito do processo foi selecionado o ISCTE (Instituto Superior de Ciências do Trabalho e Empresa), que celebrou, com o INE, um contrato excecionado, a vigorar de 1 de setembro de 2008 a 30 de junho de 2012.


Sistema de Controlo e Avaliação

Para os Censos 2011, serão implementados procedimentos de avaliação e controlo da qualidade nos seguintes subprocessos:

Selecção, formação e avaliação dos conhecimentos adquiridos ao nível dos intervenientes regionais e locais, com destaque para a criação dos seguintes instrumentos:

  • Teste de seleção para candidatos à formação;
  • Definição do programa de formação tipo, com a indicação do tempo a dedicar aos diferentes temas abordados;
  • Modelos de avaliação técnica dos conhecimentos adquiridos;
  • Modelos de acompanhamento da formação prática.

Controlo do trabalho de campo (distribuição e recolha dos questionários), constitui a tarefa central e mais determinante da qualidade dos censos, estando prevista a implementação de dois tipos instrumentos de controlo:

  • Implementação de controlos individuais para verificação e avaliação do desempenho dos recenseadores, com base numa amostra de questionários distribuídos e recolhidos por cada recenseador.
  • Implementação de um Sistema de Indicadores de Alerta, que possibilita controlar a qualidade da informação durante o processo de recolha e corrigir as deficiências, aumentando a qualidade dos dados finais dos censos. O sistema de indicadores de alerta consiste em monitorar os resultados de algumas variáveis dos censos (durante a recolha), por comparação com os resultados esperados, tomando por referência diferentes fontes de informação (ficheiros administrativos). Sempre que se identifiquem desvios, de acordo com parâmetros estabelecidos, é desencadeado um procedimento de verificação adicional do trabalho de campo.

Controlo e avaliação da qualidade associada ao tratamento dos dados, serão desenvolvidos instrumentos que permitam avaliar a qualidade associada aos processos de leitura óptica e reconhecimento de carateres e aos sistemas de codificação e correção automática.
 

censos@ine.pt © 2009-2014, Instituto Nacional de Estatística

[D] Em conformidade com o nível 'A' das WCAG 1.0 do W3C